18 de mar de 2011

Baixa Augusta







































“A minha alma é de bandido tímido”
Lima Barreto

3 comentários:

eraumaveznomeubairro disse...

João: De onde tirou essa idéia, a um só tempo poética e sarcástica, da moça, feito andorinha, empoleirada entre os fios da alta tensão? E com uma garrafa de leite integral entre os joelhos!

eraumaveznomeubairro disse...

A propósito, essa aí sou eu! Renata VS.

joão pinheiro disse...

Obrigado, Renata.

A idéia eu não sei da onde vem, talvem de uma obsessão que eu tenho por postes de eletricidade. Acho que depois de figuras humanas, o que eu mais desenho são os postes. Aqui tentei unir os dois.

Abraço.