4 de ago de 2015

Paixão de João Antônio



Lendo a biografia "Paixão de João Antônio" de Mylton Severiano e ainda mais apaixonado por esse escritor que passou seus dias por aqui atracado com a vida. Em uma carta, de 12/12/93, ele escreveu:

"ONDE ENTRA O AMOR, AS LEIS SÃO DISPENSÁVEIS"
Temos que começar a educar a "elite" para que ela perca as aspas e vire gente. Há um abismo entre ela e os nativos (pretos, mulatos, mestiços, índio, pobres: o povo)..."

Sua utopia está longe de se concretizar.

Nenhum comentário: