15 de set de 2011

Rua Erva Mularinha


Acho legal desenhar aqui perto de casa. Na rua fico revendo os lugares e remontando acontecimentos passados. "Pintaram um muro, derrubaram uma casa, cadê aquela árvore que tinha aqui, aquele bar mudou de dono...", vou andando e pensando, remembrando. Gosto de usar a palavra remembrança para falar disso, o ato de remembrar, recordar. Sei lá, fica parecendo que você está remendando uma colcha de retalhos, ligando pontos de saudade na cabeça, tudo através do desenho. Desenhar nos dá a possibilidade de parar e refletir, de ver a paisagem, de ver o mundo fora da casa de máquinas, ver como é lá fora.

Uma curiosidade dessa rua é que, das pessoas que vem me pedir informação, sobre alguma rua daqui, 90% perguntam onde fica a tal "Rua Erva Mularinha". Sempre passei por ela, mas só fui descobrir que esta era a tal rua tão procurada quando sentei na calçada para desenhá-la.
 
 
Meu amigo Jeosafá escreveu um poeminha, no comentário de uma postagem do meu blog, no ano passado, que tinha o título de Remembrança,  e eu achei bonito, por isso peço licença a ele para postar aqui novamente:
 
 
"O traço captou a melancolia
Que não sei se está no bairro
No traço
Ou nos olhos
De quem via
"

Nenhum comentário: